sábado, 21 de setembro de 2013

" Depois de assim me ter assegurado destas máximas e de as haver posto à parte  com as verdades da fé - que sempre foram as primeiras na minha crença - pensei poder começar livremente a desfazer - me de todas as restantes opiniões . E, como esperava chegar melhor  a uma conclusão conversando com os homens do que ficando mais tempo fechado diante do fogão onde tivera todos estes pensamentos , retomei a viagem ainda o Inverno não tinha bem acabado . E, em todos os nove anos seguintes , não fiz outra coisa senão girar pelo mundo , procurando ser mais um espectador do que um actor em todas as comédias que nele se representam . Reflectindo particularmente em cada matéria sobre o que a podia tornar suspeita e dar-nos ocasião de nos enganarmos , ia entretanto desenraizando do meu espírito todos os erros que nele se haviam introduzido anteriormente . Não que eu imitasse por isso os cépticos , os quais só duvidam por duvidar e afectam estar irresolutos . Pelo contrário, todo o meu propósito tendia a possuir a certeza , a rejeitar a terra movediça e a areia , para encontrar a rocha e a argila. Segundo me parece , isto resultava bastante bem , tanto que , procurando destruir a falsidade ou a incerteza das preposições que eu examinava - não através de débeis conjecturas , mas de raciocínios claros e seguros - por mais duvidosas que as encontrasse , tirava sempre alguma conclusão bastante certa , pelo menos a de que ela não continha nada de certo. E, tal como quando se demole uma velha moradia , se guardam os materiais para serem utilizados na construção de uma nova , assim eu , destruindo todas aquelas minhas opiniões que julgava mal fundamentadas , ia fazendo diversas observações e adquirindo muitas experiências que mais tarde me serviram apara estabelecer opiniões mais certas . "              

( René Descartes , O discurso do método .  )

Sem comentários:

Enviar um comentário