domingo, 11 de maio de 2014


1 comentário:

  1. « Nunca digo quem eu sou . Tenho medo de sair de casa e de me apaixonar , arrebatar-me de amor . (...) Mas o risco , o meu grande risco que não admito nem confesso , é esse : o de estar vivo e não te saber reconhecer . »

    ResponderEliminar