quarta-feira, 16 de julho de 2014

"Já não leio, imagino unicórnios , Imagino lagos de águas escuras e flores-do-lótus iridiscentes , nenúfares , cidades antiquíssimas. Nada se repete e aperfeiçoa , senão por imaginar .Se estive aqui ? que importa ? : onde regresso tudo há-de ser diferente .Alguém um dia escreveu que o oposto do aborrecimento - numa palavra - era , não o prazer , mas a agitação Outro jurou que a felicidade estava na monotonia.. Está tudo explicado . Aos indecisos eu digo , que só no exemplo dos outros - vezes e vezes sem conta - é concedido o favor de aprender sem dano ou de exultar sem ter experimentado ." ( S.T. Os diários de Rapa Nuï )

Sem comentários:

Enviar um comentário